acompanhe nas redes

  • setembro 06, 2017

    Remember: Floribella

    Inspirado em um sucesso argentino, em 2005 a TV Bandeirantes iniciou a produção de uma telenovela que logo se tornaria uma das febres nacionais, a Floribella. Quem não lembra? Com duas temporadas e uma narrativa pra lá de encantadora, envolvente e apaixonante, nos rendemos aos charmes de Maria Flor e sua turma, que até hoje nos deixa muitos ensinamentos e trás um quê de saudade.


    Floribella conta a história de Maria Flor, uma jovem muito sonhadora e um tanto atrapalhada, que apesar de órfã não se deixa desanimar com os imprevistos e leva uma vida simples, com a ajuda da madrinha, Titina e o filho dela, Batuca. Flor vive rodeada de amigos e não gosta de brigas, por isso, após um desentendimento ela acaba comandando a banda de um deles.

    Após uma festa no qual o conjunto foi contratado para realizar um show e também por coincidência, Maria acaba se tornando babá da família Fritzenwalden. Entre muitas confusões e ocasiões engracilárias, o que ela não sabe, é que toda essa experiência trabalhando nesta casa lhe traria grandes oportunidades e descobertas. ♥

    Por ser um tv-show para público infanto juvenil, boa parte do elenco era jovem. Os diálogos eram muito bem encaixados e com cuidado, levando em conta a idade dos telespectadores. Mas mesmo assim tinha comédia, um pouco de drama, romance, muita música. Podemos dizer que até os vilões eram amados.

    Na época a novela fez tanto sucesso que muitos produtos foram personalizados. Tinha álbum de figurinhas, dvd com show, espetáculo musical e todas as coreografias das músicas, sem contar que o bamba – o tênis da sorte que a Maria Flor usava – começou a ser comercializado e quem o tinha era super descolada (eu tinha e amava meu bamba!). Tudo para deixar os pipocada um pouco mais perto da carismática Floribella.



    Até pouco tempo atrás estava disponível na Netflix (campanha volta Floribella no netflix!). Atualmente, para quem não conhece ou quer relembrar, é possível assistir no através do youtube.

    Esta semana a trilha sonora ficou disponível no Spotify, entrando inclusive nos assuntos mais comentados do twitter além de estar nos virais do canal de streaming. E, obviamente que eu, como fã, iria compartilhar todo meu amor e carinho com vocês, colocando o álbum aqui pra quem quiser relembrar e chorar de alegria junto comigo, hehehe.

    Esse post não é capaz de expressar nem metade da minha felicidade com o Spotify por liberar essas músicas e me fazer relembrar muita coisa da minha infância. Quem nunca dançou Pobre dos Ricos na frente do espelho? Um hino desses, bicho! hahaha. Inclusive, nesse momento estou assistindo um especial deles (veja também aqui!) e estou chorando, literalmente, de saudade. Ai, gente, infância é muito bom né? ♥

    Me conta nos comentários se você é dessa época, se não é, se já ouviu falar... Beijo!

    2 comentários:

    1. Infância é muito bom mesmo, Rê! Eu amava Floribella e ontem mesmo tava escutando a playlist no Spotify, quanta nostalgia. Sem contar que quando entrou na Netflix, fui correndo assistir. Sei algumas músicas até hoje e morro de saudades! Adorei o post. =)

      Beijos, quebrarosilencio.blogspot.com ❥

      ResponderExcluir
    2. Que lega, Amanda! Eu também sei todas as músicas ainda, hahaha.
      Um beijo!

      ResponderExcluir