Icons

  • janeiro 26, 2016

    Carta para uma querida ex-melhor amiga


    via reprodução
    Oi, se lembra de mim? Eu costumava ser sua amiga. A melhor amiga, como você dizia a alguns anos atrás. Hoje te vejo tão feliz, quase conquistando seu sonho. Vira e mexe me pergunto se será que você ainda sente minha falta. As vezes tenho vontade de chamar pra conversar no whatsapp. Sinto que deveria te chamar pra vir aqui em casa pra gente assistir comédia romântica que a gente tanto gosta, fazer bastante pipoca e fica acordada a madrugada toda botando o papo em dia. Ou as vezes eu só queria ter um oi seu quando a gente se esbarra na rua. 

    Lembra dos nossos planos de viajar juntas? Vi que você realizou alguns dos seus sonhos, fiquei feliz. Você mereceu. Você me conhecia como ninguém, conseguia identificar minha emoção só pelo meu tom de voz ou pelo jeito que eu escrevia as palavras. Por muitas vezes você me ajudou a segurar o choro e levantou minha auto estima pra eu não cair em depressão de novo. Disso acho que você não sabia.

    Sabe, minha mãe ainda me pergunta se tá tudo bem com você e o porque você não vem mais aqui em casa. Fico triste já que nem sei como explicar pra mim mesma o que aconteceu, como vou dizer algo a ela? Se bem que não é muito difícil ela entender já que eu sou péssima em conservar amizades que tanto me importam. Pode ter sido que eu tenha te perdido quando me afastei tentando não te preocupar com todos os meus problemas emocionais. Ou será que foi quando você começou a fazer planos com outra pessoa? Sei lá, vai saber. Tenho mesmo esse dom de perder as amizades. De todas, você é a que eu mais sinto falta, de verdade. Não é mais um clichê de que eu to com saudades, é de verdade. Mesmo.

    Te peço desculpas por ter te causado dor, se eu causei, nesses anos. Me desculpa por muitas vezes não ter estado do teu lado como você gostaria ou como você já esteve do meu lado. Eu sinto sua falta. Muito. Mas infelizmente meu orgulho é maior e eu não fui capaz de ver que eu estava perdendo a melhor amiga que eu já tive. Me desculpa. Mais uma vez. Eu nunca vou cansar de te pedir desculpas. Quem sabe em uma dessas você não poderia repensar e, de repente, a gente poderia tentar recomeçar nossa amizade. Sei lá.  

    Não sei nem muito bem porque estou te escrevendo. Talvez seja por eu estar perdida, confusa, estressada, irritada e de todos aqueles jeitos que você conhecia tão bem que nada que um pote de sorvete e muito chocolate não resolvesse. Ou talvez eu só queria ter, de novo, uma melhor amiga pra poder chorar umas pitangas vez ou outra. 

    Eu te admiro. Você cresceu bastante, eu também. Acredito que você vai longe, você é uma menina de muita sorte. Mesmo com todas as perdas e com todos esses anos, nunca tirou o sorriso do rosto. No fundo, ainda consigo enxergar aquela mesma menina que eu fui amiga. A mesma menina que eu gostaria de ter acompanhado o crescimento e, que hoje, eu gostaria de ainda ser amiga. Do fundo do coração, eu te desejo sucesso e muita felicidade. E, se Deus ainda nos permitir, um dia, poderíamos começar de novo? 

    4 comentários:

    1. Sempre há tempo de recomeçar!
      O sol nasce todo dia, poderíamos aprender com ele!
      Um abraço!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Sim! E, graças a Deus que sempre podemos recomeçar, não é? Um beijo lindona <3

        Excluir
    2. Que texto bonito.
      Vocês disse com todas as palavras que eu queria dizer, quanto a minha ex-melhor amiga. A vida é assim, mesmo. Basta a gente valorizar. Porque quando menos esperamos, os nossos amigos já não estão mais aqui ao nosso lado. Mas Deus também sabe o que faz.
      http://illjustliving.blogspot.com/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. É um tanto quanto triste quando isso acontece né? Mas acho que em alguns momentos até que é necessário, pois assim podemos valorizar quem nunca foi embora. E, como você disse né, Deus sabe o que faz :}

        Excluir